Publicado em: 8 de setembro de 2019

Paranã tem crescimento de 65% em remate de touros

Média geral dos reprodutores alcançou quase R$ 11 mil. No total, 129 touros foram comercializados em pouco mais de 5 horas

Um leilão de “educar”! No jargão do mundo dos leilões, a oferta virtual de touros Nelore Paranã, realizada na tarde desse domingo (8), pode ser classificada assim. O martelo do leiloeiro Paulo Brasil bateu pela última vez às 18 horas, uma hora antes do término previsto. No total, 129 touros passaram pela tela do Canal Rural para todo o Brasil e também pelo site e página do Facebook do Lance Rural, para todo mundo. O faturamento geral chegou a quase R$ 1,5 milhão e a média em quase R$ 11 mil.

Durante a tarde, o que se comprovou foi o padrão racial de um dos mais qualificados planteis de Nelore. Qualidade aliada a avaliações positivas dos reprodutores, em sua totalidade, com exame andrológico positivo e registro definitivo na ABCZ. Além disso, a criação a campo e classificação Deca 1 no Programa e Melhoramento Genético de Zebuínos foram diferenciais.

Com pagamento em 30 parcelas, o faturamento chegou à R$ 1.412.900,00 para 81 lotes. Com frete grátis para toda malha rodoviária nacional, a média geral ficou em R$ 10.952,71. Os lotes individuais ficaram em R$ 12.398,08; os duplos em R$ 9.773,08; os mega lotes em R$ 10,4 mil. O resultado representou crescimento de 66,60% em relação ao ano anterior, que faturou R$ 848,1 mil para 90 animais. O remate ainda teve uma parceria especial: com o Hospital do Amor, de Barretos (SP).

O leilão esteve sob os cuidados do gerente de pecuária da Nelore Paranã, Rodolfo Bilachi Prado. A comercialização ficou a cargo da Programa Leilões, conduzida no estúdio por Flávio “Gordo” Santos, Nane Neves e Leia Santos. Quatro assessorias participaram do remate: M3, com Marcelo Moura, Select, Jandovi Prandi Júnior, Premier, Ademir Jovanini e Bula, com Felipe Vilela Andrade.

Por Paulo Roberto D’Agustini | Canal Rural