Crioulaço decide seus campeões na madrugada de segunda-feira

Com mais de 55 horas em pista em todas as categorias, modalidade da ABCCC teve aumento de inscritos na temporada

Dieisson, campeões da Força A, principal categoria do Crioulaço (Foto: Felipe Ulbrich/ ABCCC/Divulgação)

Depois de três dias com competidores divididos em 18 categorias diferentes, os entusiastas do laço no Cavalo Crioulo conheceram os campeões do ciclo no Crioulaço, em evento realizado no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS). O tempo seco e quente, com a mudança da final promovida pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) para janeiro, não arrefeceu os competidores que entraram em pista, assim como o público, que compareceu em grande número nas arquibancadas do espaço do Cavalo Crioulo.

Foram cerca de 55 horas de prova ao total. E só às três da manhã da segunda-feira, 20 de janeiro, que foram conhecidos os campeões da Força A, principal categoria do Crioulaço. Os laçadores João Adam e Dieisson Rodrian Camargo da Motta superaram as dificuldades impostas pelo gado mocho e celebraram a vitória sobre o lombo de Faceira do Rio da Mata e Divina da Morada do Vale, respectivamente.

A dupla bicampeã do Laço de Ouro, Giliarde Tamara e Jonatan Costa, voltou a subir ao pódio, mas desta vez na terceira posição. Além disso, a parceria dos jovens ginetes Alan Coutinho e Darlan Nunes levou a dupla ao segundo lugar, competindo de frente com os profissionais mais experientes. Segundo o presidente da ABCCC, Francisco Fleck, a avaliação sobre o evento é fantástica e mostra o resultado de um trabalho de um ciclo encurtado. “A final veio para o verão, para melhorar as condições de acampamento e logística, um pedido do pessoal do laço, e realmente foi respondido.

Tivemos esse recorde de inscrições e o nível dos laçadores foi muito bom”, observou Para o ano que vem o objetivo, segundo Fleck, é que cada vez mais a final seja representativa da força que o Cavalo Crioulo tem no Crioulaço no Brasil inteiro. “Nós sabemos que estamos tendo um crescimento muito grande em todo o país e muitos lugares puxados pelo Crioulaço, pelo Cavalo Crioulo no laço. É uma satisfação muito grande, porque o laço é uma manifestação cultural tão antiga quanto o Cavalo Crioulo e se fundem as histórias”, destacou.

Também foram definidos os campeões nas demais categorias em mais de R$ 95 mil em prêmios distribuídos. Para o evento deste ano foram inscritos 987 participantes, crescimento de 23,2% em relação à final do ano passado, que foi realizada no mês de abril de 2019. A final do Crioulaço teve o patrocínio de Supra e Vetnil. Todos os vencedores podem ser conferidos no site da ABCCC.   

Fonte: ABCCC

Próximos Leilões

28 MAI 18h00

Alegrete (RS)

Remate de Gado Geral

Lance Rural

28 MAI 19h00

Itabuna (BA)

Leilão Virtual Fazenda Gramado

Café Rural | Retransmissão: Lance Rural

28 MAI 20h30

Cuiabá (MT)

Leilão Virtual Nelore Srª da Abadia e Convidados

Canal Rural | Lance Rural

28 MAI 21h00
Boqueirão Remates organiza leilão exclusivo de cavalos tobianos 

Santiago (RS)

1º Remate Virtual Tobianos e Tobianos

Lance Rural

29 MAI 14h00
Haras Terra promove leilão com quatro categorias de animais 

Londrina (PR)

17º Leilão Virtual de Seleção Haras Terra

Canal Rural | Lance Rural

29 MAI 18h00

São Francisco de Assis (RS)

BC Remates São Francisco de Assis

Lance Rural

29 MAI 20h30
Haras Peniche oferta exemplos de marcha nesta sexta-feira