Cavalo Crioulo exporta primeiros exemplares para a Bolívia

Com novos investidores de diferentes países no continente, crioulistas seguem a passos largos plano de expansão

Em constante crescimento, a expansão da raça agora conta com um novo investidor na América Latina. Adquirindo três exemplares com genética destacada, Quebra Vento do Rio das Pedras, Pajé da Ilha Velha e GTA Pury agora fazem parte de um plantel na Bolívia, através da Trajano Silva Remates, que celebra a venda pioneira no país vizinho.

Imagem: ABCCC

Filhos de importantes garanhões da raça, os exemplares estão ao lado do agropecuarista boliviano que viu no Cavalo Crioulo a oportunidade de qualificar a criação dos animais em sua propriedade. As negociações, que ficaram por conta da Trajano Silva Remates, surgiram na ideia de germinar uma nova semente de expansão para o Cavalo Crioulo. Para o diretor da Trajano, Marcelo Silva, o acontecimento inédito abre um novo canal de negócios. “A pecuária lá está em franco crescimento e esta é uma semente que vai nos trazer uma comercialização fluente com a Bolívia daqui pra frente. Esses bolivianos com quem estamos em contato também pretendem formar um núcleo. Este fato terá um efeito cascata positivo para o mercado”, salienta o diretor.

Outro criador que já vem tendo contato com nossos conterrâneos latinos é o sul-matogrossense Marcelo Mauro Souza Costa Moura, proprietário da cabanha Estância M3, na cidade de Selvíria/MS. Criador de Cavalos Crioulos desde 1990, o empresário vê na Bolívia um grande potencial de mercado e crescimento. “Já venho tendo contato com os bolivianos há cerca de três anos, e os mesmos vêem no nosso cavalo uma larga escala de crescimento. Pretendo um dia também poder realizar os primeiros registros no país vizinho, nos mesmos moldes de exportação da Argentina e Uruguai”, observa.

Para o presidente da ABCCC, Onécio Prado Júnior, o planejamento de expansão da raça é uma idealização de outras diretorias, e que vem sendo seguida na nova gestão. “Já contamos com expansionistas espalhados na região sudeste, centro oeste e norte/nordeste que fomentam o cavalo para diversas propriedades do país”. Ainda, segundo ele, o cenário internacional é muito propício e importante não só para a entidade, mas também para os criadores e para quem vive da raça Crioula. “Temos cavalos consagrados na modalidade de Rédeas e Potro do Futuro nos Estados Unidos e França. Também contamos com a primeira edição do Freio de Ouro na Europa e que, por conta da pandemia, ainda não conseguimos viabilizar a segunda edição, além de termos Cavalos Crioulos espalhados por países da América Latina. Essa nova porta que se abre na Bolívia é mais uma prova de que o nosso cavalo tem potencial a ser explorado, e nós, como administração, também damos um olhar especial para a expansão internacional”, conclui.

Por ABCCC

Próximos Leilões

13 ABR 19h30

Porto Alegre (RS)

Leilão Produção Gado de Corte

Lance Rural

13 ABR 20h30

Londrina (PR)

5º Leilão Encontro de Pecuaristas

Canal Rural | Lance Rural

13 ABR 20h30

Santiago (RS)

II Remate Virtual de Fundamento

Lance Rural

14 ABR 15h30

Lavras do Sul (RS)

Rematão Conjunto de Gado Geral

Lance Rural

14 ABR 19h00
14 ABR 20h30

Londrina (PR)

Leilão Virtual Nelore Bula & Agropecuária Garoupa

Canal Rural | Canal do Criador | Lance Rural

15 ABR 18h00

Alegrete (RS)

Remate Estância Cerro do Tabuleiro

Lance Rural

15 ABR 19h00

Pelotas (RS)

Leilão do Fazendeiro

Lance Rural