Leilão Virtual Tabapuã Matrizes Milagrosas

Leilão Virtual Tabapuã Matrizes Milagrosas

Programa Leilões | Canal Rural
Fone: (43) 3373-7077

Abertura: 15/11/17 | 21:00

Encerramento: 15/11/17 | 0:00

Raça: Tabapuã

Frete: A consultar

Catálogo

Fazenda que deu origem ao Tabapuã realiza leilão

Remate da Fazenda Água Milagrosa ofertará 81 bezerras com potencial de matrizes 

Nesta quarta-feira, dia 15 de novembro, às 21h, a Fazenda responsável pela formação da raça Tabapuã chega à tela do Canal Rural com o Leilão Virtual Matrizes Tabapuã Água Milagrosa.

Fundada no fim do século XIX, a Fazenda Água Milagrosa iniciou na agropecuária com o cultivo de café e foi diversificando suas atividades com o passar do tempo. Atualmente, a propriedade conta com o plantio de seringueira (tendo sido pioneira no estado de São Paulo na iniciação desta cultura), laranja, cana de açucar e, claro, criação de gado.

Fazenda Água Milagrosa (Foto: Reprodução)

Serão ofertadas no remate 81 bezerras de 9 a 15 meses com potencial para se tornarem matrizes. De acordo com Paulo Henrique Julião de Camargo, gerente de pecuária da Fazenda, todos os exemplares que compõem o pregão são muito bons e fazem parte da cabeceira do criatório.

A Fazenda Água Milagrosa e a Raça Tabapuã

A raça Tabapuã é genuinamente brasileira e foi batizada com este nome devido ao município em que se originou, localizado no interior do estado de São Paulo, onde fica a Fazenda Água Milagrosa.

Na década de 40, a família Ortenblad, fundadora do criatório, ganhou do Sr. Júlio do Vale, um amigo da família, o touro que passaria a se chamar T-O e a partir do qual a raça Tabapuã foi desenvolvida. Segundo informações do portal da Fazenda, ao notar que o animal “era um mocho perfeito, tinha ótima conformação de carcaça, bons aprumos, cupim desenvolvido e bem localizado, excelente pigmentação, além de cascos e focinho pretos”, Dr. Alberto Ortenblad percebeu que os descendentes de T-O poderiam formar uma nova raça zebuína brasileira de altíssima qualidade.

Primeira fotografia do touro Tabapuã T-O, em março de 1943 (Foto: Reprodução)

Sendo assim, através de diversos cruzamentos e estudos realizados durante mais de 30 anos se chegou ao Tabapuã, que foi reconhecido como raça em 1981 pelo Ministério da Agricultura, fato que só se concretizou devido ao empenho de Ortenblad e da qualidade inegável deste gado.

Desde que foi admitida em exposições, em 1961, até pouco depois de ser oficialmente reconhecida, a raça Tabapuã venceu 80% de todas as pesagens que participou, enquanto as demais raças zebuínas juntas venceram apenas 20% das competições deste tipo, de acordo com o site do criatório.

A Associação Brasileira dos Criadores de Tabapuã (ABCT) afirma que os animais da raça possuem elevados índices de habilidade materna, precocidade para ganho de peso, são mansos e apresentam muita rusticidade e resistência. “Todas essas características formam o gado ideal, que dá menos trabalho e mais resultado para o pecuarista”, afirma a Associação.

Outra conduta levada a sério pela Fazenda Água Milagrosa é a responsabilidade ambiental. O criatório mantém áreas extensas de mata nativa intocadas e preza pela “harmonia entre uma agropecuária moderna e produtiva e a conservação do meio ambiente”. A propriedade incentiva e desenvolve pesquisas aplicadas junto a universidades, entidades de pesquisa e órgãos governamentais, cujos resultados são divulgados sem nenhuma restrição ou reserva de domínio, mesmo quando têm valor comercial. Estas atividades já valeram à Água Milagrosa inúmeras medalhas e prêmios, além de diversas reportagens na imprensa, afirma o portal da Fazenda.

Em 2005, a Fazenda Água Milagrosa foi adquirida pelo Grupo Junqueira Rodas, do empresário Fábio Zucchi Rodas, que continuou seguindo os principios do Dr. Alberto aliados a modernas técnicas de manejo, reprodução e seleção genética.

Vista aérea da Fazenda Água Milagrosa (Foto: Reprodução)

Aproveite a oportunidade de arrematar para o seu plantel animais de uma marca tradicional, conferindo mais qualidade genética ao seu rebanho! Para assistir aos vídeos dos lotes acesse o site da leiloeira Programa Leilões.

 

Por Yahell Bonfim | Canal Rural