Leilão 50 anos Cabanha Gravatá

Leilão 50 anos Cabanha Gravatá

Parceria Leilões
Fone: (51) 3076.5710

Abertura: 17/06/17 | 21:00

Encerramento: 17/06/17 | 23:59

Raça: Cavalo Crioulo

Forma de Pagamento: A consultar

Frete: A combinar

Gravatá promove leilão comemorativos aos 50 anos

Cabanha gaúcha é reconhecida pela seleção na raça Crioula

Um dos criatórios mais importantes da raça Crioula, a Cabanha Gravatá, de Gravataí (RS) está completando 50 anos e, para comemorar a data, promove um remate especial neste sábado (17). O pregão será realizado na sede do Núcleo da Sexta Região, localizado no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS).

“O leilão era para ser virtual, no estúdio do Canal Rural. Mas, como é uma data festiva, decidimos mudar e receber os convidados na sede do núcleo”, destaca Francisco Fleck, titular da Gravatá.

No total serão ofertados 36 lotes, sendo 11 da convidada Cabanha Villa Mattarazzo, de Jayme Monjardim Mattarazzo, de Camaquã (RS) e Amparo (SP).
“Fizemos uma seleção diferenciada, especialmente para nossas Bodas de Ouro. Estamos inclusive, desfalcando nosso time de pista. Nas éguas a oferta é 3 X 1. Todas as fêmeas estão prenhes e paridas. As éguas de cria são mães de cabanha. As potrancas já foram domadas e estão prontas para correr o Freio de Ouro e demais provas. Vamos ainda disponibilizar filhos e filhas dos garanhões BT Lucero, Criterioso e Jogo Duro do Portal Gaúcho”, reforça Fleck.

A cabanha também comercializará embriões de duas de suas éguas mais emblemáticas: a chilena pura Escultura Gravatá, finalista do Freio e terceira melhor égua da Expointer; e Anahy Gravatá, mãe de Floreio Gravatá, tri-finalista da principal competição da raça. Floreio também será leiloado e é uma das atrações do evento.

A Cabanha Villa Mattarazzo vai ofertar potrancos, potrancas e éguas prenhes e paridas. Destaque para Cosechero do Purunã, finalista do Freio de Ouro em 2016.

A responsabilidade pela organização do remate é da Parceria Leilões e a transmissão do Canal Rural terá início às 21 horas.

Por: Sandro Fávero | Canal Rural