57º Remate Anual Cabanha São Bibiano

57º Remate Anual Cabanha São Bibiano

Tellechea & Bastos | Canal Rural
Fone: (55) 3412-2188

Abertura: 12/10/17 | 14:00

Encerramento: 12/10/17 | 18:45

Raça: Angus & Brangus

Forma de Pagamento: A consultar

Frete: A combinar

Cabanha São Bibiano oferta genética campeã do Angus e Brangus

Propriedade acaba de vencer o Grande Campeonato da Expointer e vai ofertar a sua genética campeã

 

A temporada de leilões da Primavera no Rio Grande do Sul chega nesta quinta-feira (12) a um dos criatórios mais importantes da pecuária nacional: a Cabanha São Bibiano, de Antonio Martins Bastos Filho. O pregão, que será realizado em Uruguaiana (RS), vai para a sua 57ª edição, ofertando 120 touros e 300 fêmeas Angus e Brangus e, ainda, 20 potrancas da raça Crioula.

O criatório gaúcho é reconhecido pelos inúmeros títulos em pista. Em Esteio (RS), a última conquista: após sagrar-se Reservada Grande Campeã Angus na edição de 2016, a agora vaca adulta da Cabanha São Bibiano, Pitanga, voltou à disputa e conquistou o Grande Campeonato na Expointer 2017.

Esta genética consagrada, com mais de 8 décadas de pressão de seleção, será ofertada no remate que tem a organização da Tellechea e Bastos e condução do leiloeiro Fabio Crespo. O Canal Rural transmite o leilão a partir das 14 horas.

​Fidelidade

A Cabanha São Bibiano valoriza a sua preferência, por isso criou o Cartão Cliente Amigo, visando oferecer vantagens especiais através de descontos progressivos aos clientes mais assíduos, e fazer com que a relação seja de cada vez mais parceria. São descontos progressivos, de acordo com a frequência com que o cliente efetuou suas aquisições nas cinco edições anteriores, conforme o seguinte: 1 edição: 2% / 2 edições: 3% / 3 edições: 4% / 4 edições: 5% / 5 edições: 6%.

Uma observação importante é que os descontos adquiridos através do cartão não incidem sobre a comissão da leiloeira; para saber mais, consulte o escritório da cabanha ou da leiloeira.

​História da São Bibiano

Ao longo dos seus 70 anos de criação, a São Bibiano conseguiu formar um banco genético de indiscutível qualidade. Importações de fêmeas e machos campeões da Argentina, Escócia, Estados Unidos e Canadá contribuiram para manter a excelência da criação da raça.

Sempre com objetivo de agregar valor ao seu plantel, são nele incorporadas, anualmente, todas as tendências melhoradoras da raça.

Juntamente com isso, é feito um rigoroso trabalho de seleção, buscando animais morfológica e racialmente superiores. Além disso, é dada destacada importância aos aspectos de adaptação ao meio-ambiente, visando desempenho adequado nas condições normais de criação no Rio Grande do Sul e na maior parte do Brasil, ou seja, animais produtivos comendo pasto.

As fêmeas Angus da Cabanha São Bibiano serviram de base para a formação de inúmeros planteis no RS, destacando-se dois estabelecimentos recentemente vencedores do ranking nacional da raça: Cabanha Catanduva, de Fábio Luis Gomes (argola), e Estância Querência, de Luis Felipe Ferreira da Costa (rústico).

A formação do plantel Brangus da Cabanha São Bibiano deu-se em meados dos anos 70. A partir de meados de 1990, o plantel passou a ser formado exclusivamente por animais 3/8, selecionados rigorosamente por aspectos morfológicos e funcionais, com dados de performance.

 

Por Sandro Fávero | Canal Rural